2017© PRO COLETIVO

Please reload

Posts Recentes

Por que é chique andar de metrô lá fora e aqui não?

October 18, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Argentinos ganham semáforo especial para quem vai a pé

24/3/2017

Nos últimos anos, a Argentina vem cuidando melhor dos seus pedestres e ciclistas. A capital Buenos Aires possui uma extensa parte do centro da cidade onde é proibida a circulação de carros durante o dia para priorizar os modais ativos.

 

 

Dessa vez, a novidade chegou no município de Rosário, localizado na província de Santa Fé. Trata-se de um semáforo especial para os pedestres, que se adapta ao costume moderno dos transeuntes que muitas vezes estão olhando para tela dos celulares ao se locomoverem pelas ruas. O semáforo está localizado no chão, e é perfeitamente visível também durante o dia. A contínua luz colocada ao final da travessia funciona em sincronia com os semáforos tradicionais, e permite que os pedestres possam estar atentos mesmo sem se atentar as luzes direcionadas para os motoristas.

 

Para a Secretária de Meio Ambiente e Espaço Público, Marina Borgatello, essa iniciativa se adapta aos costumes dos dias atuais e garante mais segurança para os pedestres da cidade. Dos quase 3.700 acidentes relatados em 2016, 210 deles tinham pedestres envolvidos. Em fase de testes, a nova sinalização busca diminuir esses números, e, sendo bem sucedida, deve ser instalada em outros dez pontos do município.

 

 

 

Esse tipo de iniciativa garante a prioridade do pedestre, uma vez que se adapta ao costume de deslocamento de quem caminha pela cidade. O pedestre é o elo mais frágil do trânsito, e diversas legislações, inclusive a brasileira, colocam sua segurança em primeiro lugar. O Código de Trânsito Brasileiro legisla da seguinte forma: "os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela incolumidade dos pedestres.".

 

As leis de trânsito devem ser respeitadas por todos, inclusive por quem anda a pé, mas internalizar a prioridade dos mais frágeis é o primeiro passo para termos um trânsito mais seguro.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo