• Pro Coletivo

Conheça a exposição "Refugiados, um lar chamado São Paulo"

Desde 2010, os pedidos de refúgio no Brasil aumentaram mais de 2 mil por cento. Entre 2010 e 2015, quase nove mil pessoas de 79 nacionalidades foram reconhecidas como refugiados no Brasil. A cidade de São Paulo é uma das que mais recebe essas pessoas, dai o nome de uma exposição que fica na capital até maio desse ano.

“Refugiados, um lar chamado São Paulo” conta com shows de música e dança, exposição fotográfica e muito mais. E todas essas intervenções são protagonizadas pelos próprios refugiados.

Quem está promovendo essa exposição é a ONG Adus, em parceria com o Shopping Center 3, localizado na Avenida Paulista, onde acontecem os eventos. Além de todas as atrações, a entrada do shopping está com uma exposição fotográfica e uma intervenção do artista plástico Blagojco Dimitrov, sócio da Galeria Myllery e que há 23 anos também chegou ao país na condição de refugiado.

Aos domingos

Todo domingo, a partir das 15h, tem música e dança dos grupos de refugiados mostrando a diversidade cultural. Entre os artistas e grupos que se apresentam estão a Banda Senegal Sunugal (Senegal), Oula Al Saghir (Palestina) e Fady e Banda (Síria), entre outros.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Categorias

Facebook

Quer bater um papo e descobrir como participar?

Instagram

2020© PRO COLETIVO