• Pro Coletivo

Veículos que circulam por São Paulo mais de 20 dias consecutivos devem ser registrados na capital

A Prefeitura de São Paulo, em parceria com o Governo do Estado, anunciou nessa semana novas medidas de prevenção contra evasão fiscal de proprietários de carros que circulam na capital, mas têm registro em outras cidades onde o IPVA é mais barato.

O IPVA é um imposto que todo proprietário de veículo automotor tem de pagar ao município em que registra seu carro. Mas muitas pessoas, para pagar menos, emplacam seus carros em outras cidades que não a que utilizam mais esse veículo; essa é uma realidade corriqueira na capital paulista.

A ideia do Prefeito Doria é monitorar o trânsito da capital e levantar os veículos que rodam a mais de 20 dias consecutivos pelas ruas da cidade com placas de outros municípios. Segundo a prefeitura, o sistema já se mostrou eficiente para esse fim e, com a nova fiscalização, São Paulo deve arrecadar mais de R$ 250 milhões através do IPVA em 12 meses. Vale ressaltar que 50% da arrecadação desse imposto tem como destino os cofres do Estado de SP. Por isso o motivo da parceria entre os gestores.

“Os dados são fornecidos para secretaria da Fazenda do estado e do município, e a própria divulgação disso ajuda e impede que, sobretudo locadoras de veículos, utilizem veículos comprados em outros municípios para serem utilizados aqui na capital”, completou o prefeito na coletiva de imprensa que anunciou as novas medidas.

Na ocasião, Doria deixou bem claro que as locadoras de veículo que prestam serviços na cidade de São Paulo serão primeiro advertidas pela prática irregular e, posteriormente, atuadas. Ainda não ficou claro se esse será o mesmo procedimento com pessoas físicas.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Categorias

Facebook

Quer bater um papo e descobrir como participar?

Instagram

2020© PRO COLETIVO