2017© PRO COLETIVO

January 16, 2020

Please reload

Posts Recentes

Montadoras agora querem ser empresas de mobilidade

January 8, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Pedalando pela rua Artur de Azevedo

13/5/2017

 

Com uma ciclovia que vai até a rua Henrique Schaumann, passando também pela Rua dos Pinheiros e a Cunha Gago, a rua Artur de Azevedo se destaca como ponto de encontro de ciclistas paulistanos. A rua é recheada de lugares interessantes e focados na cultura da bike.

 

O primeiro a se instalar na rua, em 2014, foi o KOF, sigla para “King of the Fork”, referência ao conhecido KOM (King of the mountain), prêmio dado ao ciclista que teve o melhor desempenho em uma subida. Segundo os sócios, o garfo [fork] é o ponto em comum entre a bicicleta e comida. “Nosso espaço é inspirado na cultura do ciclismo, no comer e beber bem.

Para encontrar pessoas, comprar acessórios e saborear quitutes acompanhados de um bom café”. Eles têm paraciclo para doze bikes.  O KOF fica na rua Rua Artur de Azevedo, 1317, tel. 2533-9391, e fica aberto de segunda a sábado, das 10h às 20h.

 

Outro ponto que atrai ciclistas de todas as idades e perfis é o Las Magrelas, bar e bicicletaria com dois cardápios sedutores: um para oficina e o outro para bar e comidinhas. Enquanto você deixa sua magrela para fazer uma revisão, um alinhamento de roda ou até mesmo uma simples regulagem do freio, pode degustar delícias como o hambúrguer (pode ser vegetariano, de grão de bico), servido no pão da casa e acompanhado de queijo, molho, picles, rúcula e cebola roxa marinada (R$ 22), ou ainda as coxinhas de abóbora com cogumelos, entre outras opções. Para beber, tem uma boa variedade de cervejas, sucos e um ótimo café coado. A Las Magrelas fica na rua Artur de Azevedo, 922, tel. 3530-4638, e funciona de segunda a sábado das 12h às 22h.

 

O Ciclo Urbano, pertinho, é uma loja muito bem equipada que oferece bikes e acessórios para quem pedala na cidade. “Nós acreditamos que a bicicleta – muito além de um esporte – é um meio de transporte eficaz, econômico e viável. Quanto mais as cidades crescem e mais carros e motos são vendidos, mais difícil fica a locomoção diária e a solução para muitos é a velha e consagrada bicicleta. No Brasil, a cultura do automóvel esmagou os outros meios de transporte, e com a ineficácia do sistema público de transporte coletivo ficamos escravos do automóvel. Nós não acreditamos que o carro seja o vilão da história, ele é e sempre será uma ferramenta necessária e útil, mas a atual dependência dele é um problema real presente em nossa sociedade”, diz um texto no site da empresa tocada Mário Canna e Leandro Valverdes, ambos usuários e apaixonados por bicicletas. Leandro foi bike anjo por muito tempo e montou seu negócio para solidificar esse mercado, que só vem crescendo. “Sabemos que, apesar dos problemas que enfrentamos no trânsito, a bicicleta é uma solução real e acreditamos que a sociedade e o poder público estão mudando e caminhando para um futuro melhor”, diz Valverde. A Ciclo Urbano fica na rua Artur de Azevedo, 1325, tel. 3086-0375, e funciona de segunda a sábado das 10h às 17h.

 

Há outros lugares nas imediações que merecem ser conhecidos. Um deles é o Aro 27 Café, que junta loja, oficina e um charmoso café. Você pode escolher entre o café Fazenda Pessegueiro, cremosamente tirado na máquina de espresso, e o encorpado Bike Café, servido em um mini coador, onde o próprio cliente “passa” o seu “cafezinho” à mesa. Para acompanhar, peça um torta mousse de limão coberta com frutas vermelhas ou salgados artesanais como o muffin de tomate seco ou o quiche de cenoura com queijo gruyere. Na hora do almoço, eles também servem deliciosas refeições preparadas com todo o carinho e capricho. A 50 metros da Estação Pinheiros do Metrô e da CPTM, a loja com bicicletas, equipamentos, oficina, restaurante e café fica na Rua Eugênio de Medeiros, 445, tel. 2537-1918, e funciona diariamente das 11h às 20h; aos sábados, das 11h às 16h.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo