2017© PRO COLETIVO

Please reload

Posts Recentes

Por que é chique andar de metrô lá fora e aqui não?

October 18, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

O Parque Ibirapuera é seu

4/7/2017

 

Não só para caminhar ou pedalar por ele, mas também para cuidar, zelar, ajudar e cobrar o poder público por melhorias. Em diversas cidades do mundo, os parques das metrópoles são cuidados pela população. É assim no Central Park, em Nova York, onde a entidade Central Park Conservancy – composta por cidadãos de diversas áreas, em geral moradores da região – assume 75% do orçamento anual do parque, pois é a responsável por manter o parque bonito, limpo, sustentável e eficiente.

 

Há alguns anos, quando caminhava pelo Central Park, conheci um dos integrantes dessa organização privada e sem fins lucrativos, o simpático Charles H. Perl. Na casa dos 65 anos, vestido de camiseta, bermuda, tênis e boné, ele fazia seu passeio matutino diário, enquanto observava se as coisas estavam OK. Em um dos bancos para descanso, puxou conversa comigo e minha família. Aos poucos, ficamos sabendo que este empresário que mora em um edifício em frente ao portão principal do Central Park é um dos mais ativos guardiões do parque. "Estamos aqui para garantir que esse parque se mantenha bem para as futuras gerações. Esta organização começou em 1980, quando um grupo de cidadãos preocupados com o futuro do parque decidiu se reunir para mantê-lo", explicou Charles, o Chuck, que se tornou depois um amigo, com quem conversamos regularmente por email.

 

Chuck explicou que a administração do Central Park, que se tornou um modelo para parques no mundo todo, é feita com a colaboração e a parceria de empresas, fundações e cidadãos diversos. Os bancos espalhados por toda a área, de 341 hectares, o que equivale a 6% da ilha de Manhattan, por exemplo, têm plaquinhas com os nomes de pessoas que doaram dinheiro para a entidade conservadora. 

 

Já a administração do Parque Ibirapuera é ligada à Secretaria do Verde, e há um Conselho Gestor, que muitos desconhecem, responsável por fazer a interlocução entre os frequentadores e a administração. A arquiteta e urbanista Claudia Vacilian M. Cahali integra o Conselho Gestor do Parque Ibirapuera, que tem reuniões todos os meses, sempre na segunda quarta-feira do mês. Elas acontecem na UMAPAZ, que fica nos portões 7 e 7A do Ibirapuera, na avenida IV Centenário, 1268, entrada para o Manequinho Lopes. O tel. da administração é 5574-5045.

 

A reunião - a próxima acontece no dia 12 de julho -, como lembra a arquiteta e urbanista, é aberta ao público, que tem oportunidade de ouvir, opinar e colaborar para as melhorias do Parque. "O objetivo é valorizar o patrimônio do Parque e a melhoria do sistema de atendimento aos seus frequentadores. Questões estratégicas relacionadas à manutenção, manejo, compartilhamento no planejamento e as questões de uso público de uma maneira geral do Parque são discutidas, e é muito importante a participação de todos", ela salienta.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo