2017© PRO COLETIVO

January 16, 2020

Please reload

Posts Recentes

Montadoras agora querem ser empresas de mobilidade

January 8, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

O plano de transporte de Londres é uma inspiração para São Paulo

O departamento de Transporte de Londres lançou um plano de ação que visa melhorar a saúde da população e sua qualidade de vida por meio de melhorias no sistema de transporte, nas ruas e no meio ambiente. De acordo com Peter Hendy, da Transport for London (TfL), "a saúde das pessoas está diretamente ligada ao serviço de transporte oferecido pela cidade e às escolhas que ele nos permite para nossos deslocamentos”.

 

Plano que é considerado o primeiro do tipo no mundo, o "Improving the health of Londoners – Transport action plan -  Melhorando a saúde dos londrinos – Plano de ação para o transporte” lista dez medidas que devem ser implementadas até o ano de 2021.

 

Ele parte do princípio de que o transporte (e, consequentemente, o meio ambiente e a convivência no espaço público) influencia diretamente a saúde o bem-estar das pessoas, além de possibilitar o acesso ao trabalho, à educação, ao lazer e serviços.

 

Segundo o relatório, em duas de cada três viagens realizadas em transporte público em Londres, a pessoa precisa caminhar cerca de cinco minutos. Assim, esses deslocamentos a pé acabam se tornando fundamentais na vida das pessoas, tornando-as mais ativas, saudáveis e prevenindo uma série de doenças como o ataque cardíaco, o acidente vascular cerebral, a depressão, o diabetes e alguns tipos de câncer. 

 

O estudo relata que é essencial criar ruas mais convidativas e atrativas para o pedestre, não apenas para melhorar a saúde da população, mas porque boas ruas fornecem uma ampla gama de benefícios econômicos, sociais e ambientais.

 

Incentivar o pedestrianismo e o ciclismo impacta diretamente na cidade, além de reduzir a poluição do ar, ruídos, estresses e a insegurança da população. Também diminui acidentes no tráfego e torna os bairros mais conectados e seguros. Esta é uma grande preocupação dos gestores do Plano de Londres, já que uma porcentagem de 38% dos londrinos usa o carro, seja ele privado, compartilhado ou táxi. O objetivo é reduzir essa porcentagem para 6%.

 

Embora a implementação do plano seja em longo prazo, ele também conta com medidas de curto prazo como a construção de mais ciclovias e do projeto Crossrail Bikes. Este projeto prevê a construção de duas ciclovias de 24 quilômetros de extensão que unirão nove distritos e cruzarão o centro da cidade. 

 

 

Fontes: 
http://www.archdaily.com.br/br/769689/o-planejamento-de-londres-ate-2021-para-melhorar-a-saude-dos-seus-habitantes-atraves-do-transporte-e-da-mobilidade-sustentavel
http://cdn.plataformaurbana.cl/wp-content/uploads/2015/06/improving-the-health-of-londoners-transport-action-plan.pdf
http://www.plataformaurbana.cl/

http://thecityfixbrasil.com/2015/07/17/londres-2021-planejando-o-transporte-para-melhorar-a-saude-da-populacao/

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo