2017© PRO COLETIVO

Please reload

Posts Recentes

Por que é chique andar de metrô lá fora e aqui não?

October 18, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Conheça o Milênio Bus, app criado por dois brasileiros premiados na Suíça

30/10/2017

A dupla formada pelos engenheiros Renato Rodrigues, de 30 anos, de Pilar do Sul (SP), e Fábien Oliveira, nascido há 22 anos em Ouro Fino (MG), é mais que vencedora. Os dois jovens foram os primeiros brasileiros a conquistar um prêmio importantíssimo, da Olimpíada Internacional de Tecnologia e Inovação (ICC'2017), que aconteceu em Martigny, na Suíça, entre os dias 30 de agosto e 19 de setembro.

 

Renato e Fábien criaram o projeto “Milênio Bus”, que alia a Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) com o transporte público, por meio de um hardware e um aplicativo de celular.

 

O projeto consiste na instalação de sensores nos ônibus para contabilizar os passageiros e enviar as informações para um aplicativo de celular. Com isso, os usuários conseguem verificar se o ônibus está lotado ou não, e podem até comprar as passagens pelo celular.

 

A ideia nasceu de uma experiência própria de Renato com o uso do transporte coletivo. “Eu sempre usei ônibus para ir à universidade, e notava que o primeiro ônibus sempre estava lotado, enquanto o segundo passava vazio. Comecei a pensar em uma forma de saber como estaria a lotação do ônibus, pois isso iria auxiliar os passageiros”, ele explica.

 

Junto ao amigo Fábien Oliveira, que ele conheceu em um evento de tecnologia em Campinas, em 2016, Renato fez a inscrição para a Olimpíada Internacional. “Para nossa surpresa, fomos um dos sete selecionados para ir até a Suíça e os únicos brasileiros”, disse Renato.

 

O avanço no projeto, premiado na Suíça, se deu também pelo apoio da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) e pela Concessionária Metra. Os jovens venceram em março de 2017 a 1ª Hackatona Metropolitana, promovida pelas duas empresas, e a partir daí passaram a desenvolver o Milênio Bus no laboratório de inovação das empresas, o [E] LAB – Experimentos em Transportes. A partir daí, se inscreveram na Olimpíada Internacional. 

 

Além do título de vencedores da Olimpíada Internacional de Tecnologia e Inovação, a equipe recebeu um cheque de cinco mil francos suíços, o equivalente a aproximadamente R$ 18 mil. 

 

Composto por um hardware e um aplicativo de celular que, interligado ao ônibus, permite ao passageiro realizar o pagamento da passagem de forma digital, além de outras funções, como saber se o ônibus que irá utilizar está cheio ou não, o Millênio Bus surge como uma maneira de integrar a tecnologia de IoT (Internet of Things) no setor de mobilidade urbana nas cidades. “O objetivo é trabalhar com pagamentos digitais, informações ao passageiro e geração de dados com Big Date, onde serão usadas tecnologias computacionais para gerar os dados na nuvem”, explica Fábien.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo