Hackaton sobre mobilidade acontece na Unicamp nos dias 7 e 8 de abril

22/3/2018

O HACKEMTU é uma maratona de tecnologia voltada para mobilidade urbana com foco em transporte público. A realização é da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU/SP), da Universidade Estadual de Campinas e da startup Scipopulis. Serão 35 horas ininterruptas entre os dias 7 e 8 de abril de 2018 no Parque Tecnológico da Unicamp, em Campinas.

 

O foco do evento é a inovação em transporte público. Os realizadores acreditam que dados abertos, comunidade e colaboração são fundamentais para a inovação e o desenvolvimento do setor.

 

Com iniciativa da EMTU/SP, da Youth for Public Transport Foundation (Y4PT) e da Divisão América Latina da União Internacional de Transporte Públic, o evento trará especialistas das mais significativas instituições públicas e privadas do setor de Transportes e de Mobilidade Urbana do Brasil. Eles exercerão a função de mentores nesta maratona que pretende ser um hub de conhecimento entre o meio acadêmico e de pesquisa, o ecossistema de inovação e o setor de transporte público e de mobilidade.

 

Haverá exigência de desenvolvimento de códigos exclusivos e livres, mas a sugestão é que estudantes e profissionais das áreas de inovação, urbanismo e design também participem, ampliando a visão para a construção de soluções e de tendências.

 

Um integrante do grupo vencedor participará - com todas as despesas pagas - da Global Transport Hackathon Y4PT, a convite da Youth for Public Transport Foundation (Y4PT), vinculada à União Internacional de Transporte Público (UITP). O evento será realizado em Dubai, Emirados Árabes Unidos, entre os dias 20 e 25 de abril de 2018. Saiba mais sobre o evento (http://www.y4pt.org/projects/hackathon/)

 

As propostas de inscrição serão realizadas exclusivamente por meio de preenchimento de formulário disponível em www.hackemtu.com, no período de 19/03/2018 até as 23h59 de 27/03/2018 (horário oficial de Brasília).

 

Objetivo 

 

“Queremos abordar não apenas as questões tecnológicas, mas também humanas das cidades modernas, independentemente de seu tamanho geográfico ou populacional. Somos pioneiros na abertura de dados metropolitanos na América Latina e organizar eventos como o HACKEMTU fomenta cada vez mais inovação em nosso setor”, explica Joaquim Lopes, diretor-presidente da EMTU.

 

O presidente da Divisão América Latina da UITP, Jurandir Fernandes, é favorável a eventos como o HACKEMTU por acreditar que o setor de transportes precisa rever suas estratégias e cultura de negócios. “Vivemos em uma nova era. Devemos desenvolver ferramentas que preparem o setor para a era digital, para criar um valor adicional na experiência do viajante, dos  empregados e de todo o ecossistema. Para alcançar isto, o público e o privado precisarão atuar como um só,  não concorrentes, todos alinhados em torno de um propósito comum sobre o futuro de uma mobilidade sustentável compartilhada.”

 

Técnicos e especialistas da EMTU/SP, professores da Unicamp, designers e cientistas de dados da Scipopulis, além de profissionais voluntários de diversas áreas participarão como mentores das equipes.

 

Essa interação proporcionará uma troca de experiências entre pessoas que conhecem o dia a dia do transporte público, de tecnologia e de inovação, com jovens inventores de fora do segmento. Também haverá palestras programadas de empresas convidadas que, de alguma maneira, possam colaborar com as soluções em desenvolvimento. “O intenso trabalho dos alunos de computação juntamente com outras áreas durante o Hackaton fomenta o surgimento de ideias extremamente interessantes e com potencial de impacto em Mobilidade Urbana. Estamos muito animados com esta parceria e trabalhando para que o evento seja um grande sucesso”, disse Rodolfo Azevedo, diretor do Instituto de Computação da Unicamp.

 

Os desafios que irão nortear os trabalhos dos participantes são: MaaS (Mobility as a Service); comunicação com o usuário; monitoramento de ônibus; planejamento dinâmico do transporte; e sustentabilidade. Todos os códigos desenvolvidos durante o evento ficarão disponíveis à sociedade. Segundo Ivo Pons, um dos sócios fundadores da Scipopulis, "o maior resultado do evento é o fortalecimento da comunidade de inovação em mobilidade, o que trará resultados tangíveis para toda a sociedade. Eventos como a HACKEMTU precisam ser estimulados, devem fazer parte de uma política de desenvolvimento do setor e são responsabilidade de todo ´ecossistema´  de transporte público". 

 

Abertura

Auditório - Instituto de Computação 3, Unicamp
Rua Saturnino de Brito, 573, Campinas – SP

 

Hackathon

Parque Tecnológico da Unicamp
Rua Roxo Moreira, 1831, Campinas - SP

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O transporte público como espaço seguro para todos

September 22, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes

September 22, 2020

September 19, 2020

September 17, 2020

Please reload

Arquivo
Please reload

Categorias
Please reload

Facebook

Quer bater um papo e descobrir como participar?

Instagram

2017© PRO COLETIVO