2017© PRO COLETIVO

Please reload

Posts Recentes

Por que é chique andar de metrô lá fora e aqui não?

October 18, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

A Copa nos ensina que o metrô pode ser o palácio do povo

Além de estimular a confraternização, a torcida e o entusiasmo coletivo, a Copa do Mundo nos oferece uma oportunidade ímpar de conhecer a cultura e algumas peculiaridades de seus países sede.

 

No caso da Rússia, um destaque é o impressionante Metrô. Além de ser um dos mais extensos do mundo – tem 364,9 quilômetros de linhas e 214 estações –, sem dúvida está entre os mais belos.

 

O metrô de Moscou e São Petersburgo começou a ser construído em 1935 por Josef Stalin e foi um dos projetos mais extravagantes e ambiciosos da União Soviética. Abertas ao público em 1955, as estações revestidas de mármore com lustres  que imitam o sol nas profundezas subterrâneas tinham como objetivo fazer propaganda da então União Soviética e eram chamadas de Palácio do Povo.

 

Com o passar dos anos o sistema seguiu crescendo, apesar das estações mais recentes não serem tão suntuosas. Hoje as 214 estações servem 5 milhões de passageiros por dia.

 

Apesar da dimensão, o sistema é muito eficiente, funcionando praticamente como um relógio. Na linha 5, que é a principal, os alto falantes dizem aos viajantes a direção do trem usando vozes masculinas quando no sentido horário e femininas quando o trem se desloca à esquerda.

 

Como as estações são muito profundas, chegando a 84 metros abaixo do solo (caso do Park Pobedy), o que equivale a um edifício de 28 andares, as escadas rolantes são fundamentais para o bom funcionamento, já que o usuário chega a ficar 3 minutos nela. Por isso, cada escada rolante tem um funcionário responsável chamando a atenção dos usuários, como se fosse uma espécie de guarda de trânsito. Estes funcionários são muito respeitados e em alguns casos já conhecidos dos usuários. Até porque chamam a atenção quando necessário e têm muita autoridade. É considerado “crime inafiançável” entre os moscovitas permanecer parado do lado esquerdo do degrau na escada rolante. Quem prefere ficar no lugar até finalizar o acesso deve ir para o lado direito enquanto o outro flanco fica disponível para os apressados, já que vacilar e fechar a passagem pode render um “atropelamento”!

 

Para se ter um comparativo com o Metrô de São Paulo, este atende a 4,4 milhões de pessoas diariamente, segundo a CPTM. O número de usuários é até próximo ao de Moscou. No entanto, nossas linhas alcançarão 100 quilômetros somente quando estiverem concluídas as linhas Lilás e Prata.

 

É certo que o Metrô de São Paulo não é tão antigo como o de Moscou. Mas realmente seria maravilhoso termos um sistema  capaz de chegar bem próximo da maior parte das moradias. Enquanto isso não acontece, o sistema público ainda precisa contar fortemente com os ônibus.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo