2017© PRO COLETIVO

Please reload

Posts Recentes

Por que é chique andar de metrô lá fora e aqui não?

October 18, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Novo serviço de bikes, sem estações, custa R$ 1 a cada 15 minutos

3/8/2018

Desde ontem, dia 2 de agosto, a capital paulista conta com um novo sistema de compartilhamento de bicicletas, da Yellow, sem estações fixas. O usuário pode pegar a bike e deixá-la onde quiser, pois o sistema possui autotrava e o monitoramento das bicicletas é feito por GPS.

 

Amarelinhas, como aponta o próprio nome da empresa, estas bikes (cerca de 500 nesta primeira fase) estão inicialmente disponíveis na zona oeste de São Paulo. Os bairros de Pinheiros, Jardim Paulistano, Itaim-Bibi e Vila Olímpia, além do Largo da Batata, foram os primeiros a receber as bicicletas.

 

Segundo Eduardo Musa, CEO e fundador da Yellow, a meta é colocar 20 mil bicicletas nas ruas da capital até novembro deste ano.

 

O novo sistema é interessante por facilitar o trajeto do usuário, que decide onde parar e deixar a bicicleta - logicamente, ela deve ser deixada em qualquer lugar que não atrapalhe a circulação de pessoas ou veículos. Enquanto a tranca integrada à roda traseira não for fechada, o tempo de uso corre no aplicativo.

 

Para utilizá-la é preciso baixar o aplicativo da Yellow no smartphone, que lê o QR Code adesivado na bicicleta e libera a tranca. O pagamento é feito pelo cartão de crédito  cadastrado no sistema e custa R$ 1 a cada 15 minutos.

 

No futuro próximo, a empresa planeja integrar o pagamento ao Bilhete Único ou mesmo à fatura de celular do usuário.

 

Trata-se de uma bicicleta básica, sem sofisticações e equipamentos extras. Ela conta com apenas uma marcha, tem selim regulável e sistema antifurto integrado. Possui uma boa cestinha para levar bolsa, mochila ou sacola de compras.

 

De acordo com os sócios, o sistema da Yellow, bastante comum na Europa e na China, é ideal para ser usado na multimodalidade, em conjunto com outros meios de transporte, e em deslocamentos curtos, de 1 a 2 km.

 

Eles disputarão a preferência dos paulistanos, que já têm acesso ao bike sharing pelo Bike Sampa (patrocinado pelo Itaú) e do Ciclosampa (do Bradesco).

 

Para orientar os usuários e fiscalizar o estacionamento das bikes, uma equipe de 70 funcionários com malas de ferramentas estará próxima dos veículos. Eles poderão fazer pequenas manutenções, como ajustar um pedal quebrado, fazer limpeza e lubrificar com graxa.

 

DICAS PARA USAR A YELLOW

 

Respeite as leis de trânsito

Sempre trave manualmente a bicicleta para finalizar a sua viagem

Estacione as bicicleta em locais públicos, onde é permitido e gratuito estacionar veículos em geral

Sempre pare as Yellows de maneira perpendicular à via, ao lado de outra bike

Não destrave uma Yellow para utilização de terceiros

Nunca carregue uma bike Yellow sem destravá-la

Nunca pare as bikes em locais subterrâneos ou fechados, faixas de pedestres, calçadas ou áreas que atrapalhem a circulação de pedestres e veículos

 

 

 

Fontes: Bicycling Brasil e Estadão

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo