2017© PRO COLETIVO

Please reload

Posts Recentes

Por que é chique andar de metrô lá fora e aqui não?

October 18, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Waze Carpool chega ao Brasil

22/8/2018

Na terça, dia 21, o Waze anunciou a chegada do Waze Carpool ao Brasil. O aplicativo funciona como um serviço de carona paga, ajudando a desafogar o congestionamento nas cidades brasileiras. O Brasil está em segundo lugar no ranking dos usuários do Waze, atrás apenas dos Estados Unidos. São 4 milhões de usuários mensais da plataforma. 

 

O sistema de carona paga já funciona em Israel, terra natal do app, e em seis estados dos Estados Unidos – Califórnia, Texas, Washington, Massachusetts, Illinois, e Nevada. Aqui, antes de ser lançado, o serviço foi testado por funcionários de empresas como Petrobras, Magazine Luiza, Natura, Nubank e IBM.

 

A funcionalidade é relativamente simples. Após baixar o Waze em seu celular, a pessoa paga R$ 2 se pedir carona. Quem dá carona recebe R$ 4 para trajetos com menos de 5 km e R$ 10 para rotas com teto de até 40 km. Acima disso o valor é cobrado por quilômetro até um máximo de R$ 25. O pagamento é feito por cartão de crédito, cadastrado na plataforma. É permitido oferecer (ou pegar) apenas duas caronas por dia. O Waze Carpool permite que as pessoas dividam os custos do trajeto, combinem viagens com até cinco dias de antecedência e se conheçam.

 

Antes de pegar uma carona, o usuário pode consultar o perfil das pessoas que a oferecem e verificar se há redes sociais e e-mail corporativo (a maior parte das caronas é dada no caminho do trabalho). Além disso, também é possível pegar caronas apenas com pessoas do mesmo gênero e da mesma empresa.

 

Durante o lançamento do serviço ontem, dia 21, o presidente do Waze, Noam Bardim, afirmou: “Precisamos chegar no ponto que, se seu banco do lado está vazio, você é parte do problema; se está cheio, você é parte da solução“. Noam acredita que o problema é o uso indevido do automóvel, com apenas uma pessoa por carro na maioria dos casos.

 

O Waze fechou parceria com a Prefeitura de São Paulo. O secretário municipal de Mobilidade e Transporte, João Octaviano Neto, chegou a mencionar a possível criação de uma faixa exclusiva para carros que compartilham corrida. As chamadas HOV (High Occupancy Vehicle) Lanes, faixas exclusivas para veículos com mais de um passageiro, são usadas como parte da solução da mobilidade em cidades dos Estados Unidos, como Dallas, no Texas, e Canadá, como Ontario.

 

“Nós estamos competindo com o assento vazio do seu carro, e este é o nosso real desafio", afirma Noam Bardin, CEO do Waze presente no lançamento do Carpool em um evento em São Paulo.

 

“Infelizmente as cidades foram construídas ao longo dos últimos 50 anos com uma visão de que o automóvel podia fazer tudo. Hoje, entendemos que ele é uma necessidade, mas também tem as suas limitações, e as cidades vão precisar aprender a conviver com elas”, lamenta João Octaviano Machado Neto, secretário municipal de Mobilidade e Transportes de São Paulo, repartição que está colaborando com a implementação do Waze Carpool.

 

Para impulsionar a nova ferramenta, a plataforma criou o movimento #MoveTheCity, que visa espalhar a cultura de compartilhar viagens com alguém que faz o mesmo trajeto que você, diminuindo o número de carros nas ruas e, consequentemente, de trânsito na sua cidade.

 

Fontes: Diário do Transporte e Galileu

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo