• Chantal Brissac

Quando a bike é a protagonista


Amanhã, dia 3 de setembro, começa uma exposição muito bacana na Unibes Cultural, em São Paulo: “Bicicleta, Identidade Cultural”, da jornalista multimídia Denise Silveira, que mostra o universo da cultura da bicicleta no mundo.


Nesse momento de retomada das atividades, após a fase mais crítica da pandemia, a gente vê vários países preocupados em ampliar os espaços para pedestres e ciclistas, evitando assim a contaminação no transporte público lotado e a emissão de poluentes pelos carros, um problema que só agrava a questão das mudanças climáticas. Mortes devido à poluição aumentaram 14% em dez anos no Brasil, de acordo com o estudo Saúde Brasil 2018, do Ministério da Saúde.


Denise Silveira sempre foi sensível a esses temas, preocupada com os sérios impactos ambientais no país. Em 2013, ficou oito meses sem andar por causa de problemas nos joelhos e, quando se recuperou, começou a usar a bicicleta para evitar os degraus dos ônibus, principalmente para ir aos ensaios do Coral da USP Sestina, onde canta como soprano.


Em viagens por países europeus ela viu como a pauta da mobilidade sustentável é valorizada, pois envolve a saúde pública. A exposição inclui imagens de visitas a cidades como Londres e Dublin, e também os rolês ciclísticos de Denise em São Paulo, onde mora. É o caso da foto acima, no Museu do Ìpiranga, que mostra o projeto Ciclovia Musical, do qual faz parte, e que une bicicleta e concertos de música instrumental.

Martn’ália em Dublin, na Irlanda


“Esta exposição espera incrementar o debate e mostrar a bicicleta como o meio de transporte que ela é”, diz Denise, que doou as fotos para a Unibes, a fim de que, como parte do acervo, elas sirvam de apoio para trabalhos de disseminação dos ODS, os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU.

A Irlanda é cenário de algumas imagens de Denise, como a bike parade da conferência Velo-city 2019 e cenas como a do pai que leva a filha na garupa enquanto ela observa uma escultura de bicicleta na calçada. Em Dublin, a fotógrafa clicou a cantora Martn’ália, na foto acima, filha de Martinho da Vila, que é ciclista, e estava na Europa para cantar Vinícius de Moraes. Na Bélgica, Denise esteve no lugar que seria escolhido meses depois como um dos 100 que você não pode deixar de conhecer pela revista Time: Fietsen Door Het Water, a ciclovia dentro d’água de Bokrijk.

Denise Silveira, em foto de Mariana Borges


A exposição na Unibes inclui a exibição do filme “Alma de Bicicleta”, dirigido por Denise e ganhador de seis prêmios nacionais e internacionais. As visitas serão com agendamento pelo site (https://unibescultural.org.br/eventos/bicicleta-identidade-cultural/) e seguindo protocolos sanitários contra a Covid-19, de terça a sexta das 11h às 13h e das 14h às 19h.

whatsapp.png
Posts Em Destaque