2017© PRO COLETIVO

January 16, 2020

Please reload

Posts Recentes

Montadoras agora querem ser empresas de mobilidade

January 8, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Maio Amarelo traz aumento de tempo para travessia de pedestres

4/5/2017

 

Em São Paulo e outras cidades brasileiras, os pedestres sempre tiveram que correr –muito! – para conseguir atravessar na faixa: os tempos semafóricos são insuficientes para que uma pessoa saudável possa fazer a travessia sem se estressar, que dirá os idosos e os que acompanham crianças.

 

A luta pelo aumento do tempo do semáforo já motivou petições e ações diversas de várias entidades. "Na experiência do Carona a Pé, com as crianças, nós observamos e relatamos ao CET vários problemas com semáforos. É impossível atravessar vários deles, porque o tempo é mínimo", diz Carolina Padilha, professora que está à frente do movimento que estimula pais e filhos a ir e voltar da escola a pé em São Paulo (www.caronaape.com.br).

 

Pois bem, agora podemos comemorar – mesmo que não totalmente. 

 

O aumento no tempo dos semáforos para pedestres em grandes avenidas da capital foi a primeira medida anunciada no dia 2 de maio pela Prefeitura de São Paulo como parte do movimento mundial "Maio Amarelo", que pretende chamar a atenção para os acidentes no trânsito em São Paulo.

 

A intenção da Secretaria Municipal dos Transportes, sob a gestão de João Doria, é de aumentar em cerca de 20% o tempo médio de abertura dos semáforos para os pedestres. De 15 segundos, passaria para 18 segundos, por exemplo.

 

Segundo Sérgio Avelleda, Secretário Municipal de Mobilidade e Transportes de São Paulo, o programa é permanente e visa aumentar bastante o nível de segurança do pedestre. "A ONU decretou o período de 2011 a 2020 como a Década de Ação para Segurança no Trânsito. O objetivo do programa é chamar a atenção da sociedade ", afirma Avelleda.

 

O movimento Maio Amarelo acontece em várias partes do mundo para incentivar a convivência entre os modais e conscientizar sobre a importância de reduzir os índices de mortos e feridos no trânsito. 

 

Alguns monumentos da cidade já estão iluminados na cor amarela, caso do viaduto do Chá, Monumento às Bandeiras, Monumento 80 Anos da Imigração Japonesa, além das pontes Estaiada e das Bandeiras. O prédio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, localizado no centro da cidade, recebeu um laço amarelo na fachada.

 

No último dia do mês (31/05), haverá o Dia D, desafio proposto pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes para terminar o dia sem acidentes com vítimas. 

 

Confira abaixo a programação das atividades neste mês:

 

Pedestres – 2 a 6 de maio


Serão feitas campanhas nos cruzamentos para orientar o pedestre sobre a leitura correta dos semáforos. Haverá uma operação piloto em 15 cruzamentos da cidade para conscientizar o pedestre de que não é preciso correr para atravessar quando o semáforo estiver no piscante. As escolas municipais e CEUs (Centros Educacionais Unificados), em parceria com a Secretaria Municipal da Educação, vão fazer ações para informar os alunos e suas famílias sobre segurança no trânsito.

 

Ciclistas– 7 a 13 de maio

 

Durante a segunda semana do Maio Amarelo estão programadas várias atividades para os ciclistas, entre elas um passeio ciclístico pelas ruas do centro com o secretário Sérgio Avelleda. Haverá uma caravana, na qual os táxis pretos vão ganhar racks para bicicletas no Ibirapuera, para mostrar e incentivar a convivência entre os modais. No shopping Eldorado, também será montada uma pista para as bikes voltada para que as crianças.

 

Motociclistas e motofretistas - 14 a 20 de maio

 

No shopping Eldorado, será montado um circuito de motos para que os motociclistas possam receber um treinamento gratuito. Na marginal, haverá um ponto para que os motociclistas possam fazer uma avaliação geral de suas motos.

 

Veículos de passeio – 21 a 27 de maio

 

Uma das ações será sobre o uso consciente das vagas especiais, voltadas para pessoas com deficiências, idosos e gestantes. Também estão programadas várias apresentações de teatro e distribuição de materiais educativos para os condutores.

 

Veículos coletivos e de carga – 28 a 31 de maio
Os motoristas de ônibus e ciclistas terão a oportunidade de trocar de papel no trânsito. O ciclista vai subir em um ônibus para ver o ponto cego que o condutor encontra, enquanto este vai pedalar para sentir como é dividir as ruas com os veículos mais pesados.

 

Além da programação definida pela Prefeitura, entidades de classe e a sociedade civil também podem participar do Maio Amarelo e sugerir programações próprias por meio do site criado para o evento (www.maioamarelo.prefeitura.sp.gov.br).

 

O Maio Amarelo conta com a parceria da Fundação Bloomberg, que fará o seminário “Como tornar as ruas seguras para as pessoas”, aberto ao público com a presença de Skye Duncan, diretora de Desing Global da NACTO (National Association of City Transportation Officials).

 

O aplicativo 99 também apoia o evento e vai doar 300 racks de bike para os táxis pretos, justamente para incentivar a integração entre os modais (bicicleta e táxi). Por meio do app também será possível, durante o mês de maio, participar de game dos modais que vão dar vouchers para os ganhadores.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo