2017© PRO COLETIVO

Please reload

Posts Recentes

Por que é chique andar de metrô lá fora e aqui não?

October 18, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

"Uma cidade melhor é possível"

3/6/2018

 

A frase acima é de Renato Janine Ribeiro, professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, que foi entrevistado pela Rádio USP e analisou a greve dos caminhoneiros sob o ponto de vista comportamental da sociedade.

 

Ele viu como um ponto positivo a mudança de olhar da população, que em grande parte apoiou o movimento dos caminhoneiros. "Foi espantoso ver que muitas pessoas apoiaram a greve e, mesmo sendo prejudicadas, não odiaram os caminhoneiros, não houve revolta. As pessoas aceitaram um prejuízo calculando que esse prejuízo irá se reverter, depois, em algo maior para o coletivo", afirmou ele.

 

Para o filósofo, este comportamento mostra uma disposição da sociedade para mudar seus hábitos em prol de um bem maior para todos, o que é bastante inspirador. Como ele diz, "sacrificar o bem imediato em favor de um bem futuro". A surpresa positiva vem, segundo ele, do fato de que um traço muito forte da nossa sociedade é o imediatismo, fruto do consumismo.

 

Na entrevista à Rádio USP, Janine Ribeiro observa que as cidades ocupadas por pedestres e ciclistas, sem tanta poluição, com calçadas largas e trânsito fluindo de forma harmoniosa não são uma utopia no Brasil, podem ser possíveis, sim. 

Lembrando que nesses dias de greve a poluição caiu pela metade na capital paulista, o professor lembra que é possível remanejarmos nossa estrutura de transportes para fazer com que ela funcione.


"Nesse episódio, por exemplo, se o governo tivesse sido governo, agido com competência, e se os caminhoneiros fossem mais sagazes, o governo teria imposto ou os grevistas teriam proposto a garantia de abastecimento aos ônibus movidos a diesel. Neste caso, nós, provavelmente, teríamos visto nestes dias a população podendo ir ao trabalho, às fábricas e empresas funcionando. Isso iria estimular as pessoas a andar de ônibus. Pensem no custo para a saúde e para o bom humor de ficar no trânsito horas e horas por dia. Temos o que aprender com essa lição dos caminhoneiros e isso passa pelo uso maior do transporte coletivo".

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo