June 22, 2020

Please reload

Posts Recentes

Caminhar é um prazer

June 16, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

O passe livre no Brasil e no mundo

30/1/2020

A Estônia, um pequeno país europeu banhado pelo Mar Báltico, deu o primeiro passo em 2013: sua capital, Tallinn, se tornou a primeira capital europeia com transporte público gratuito para todos os seus habitantes. Aos poucos, todo o país passou a oferecer ônibus e trens gratuitos, e hoje os ganhos dessa iniciativa envolvem também as finanças.

 

Ônibus na Estônia

 

O transporte gratuito estimulou a movimentação de pessoas com maior renda, fazendo com que o consumo aumentasse e, consequentemente, a economia também se aquecesse. Em Tallinn, que ganhou novos moradores desde que implantou a medida, houve um acréscimo de 30 milhões de euros por ano, de acordo com a prefeitura local.

 

Outras cidades pelo mundo têm investido na tarifa zero para reduzir os preocupantes índices de poluição e melhorar a saúde da população. São mais de cem metrópoles. Só na França, 23 cidades oferecem transporte público gratuito.

Em Portugal, um exemplo recente é Cascais (na foto), que desde o início deste ano adotou a política de gratuidade no ônibus. De acordo com a Câmara Municipal de Cascais, o dinheiro sairá de um “fundo de mobilidade” que reúne receitas variadas como impostos de circulação dos automóveis, estacionamentos e publicidade.

 

Uma medida que também impacta positivamente na esfera social, a tarifa zero não é populista, tampouco conservadora. De acordo com a American Public Transportation Association, cada dólar investido em transporte público gera cerca de 4 dólares de retorno econômico. Além de ser mais seguro (com taxa de acidentes menor) do que o carro, o transporte coletivo é mais sustentável, barato e saudável, pois acaba

estimulando a atividade física.

 

No Brasil, esse debate se fortaleceu em junho de 2013, quando o Movimento Passe Livre, na foto abaixo, tomou as ruas de São Paulo exigindo a gratuidade do transporte público. Algumas cidades brasileiras já adotaram a medida e vêm colhendo frutos. 

Em novembro de 2019, Vargem Grande Paulista decretou o fim do pagamento das viagens em ônibus municipais. No início de janeiro, o município de Pirapora do Bom Jesus se tornou o segundo em São Paulo a oferecer transporte gratuito para os moradores.

 

E Porto Alegre também anunciou, na terça, dia 28, que pretende ser a primeira capital brasileira a ter passagem de ônibus gratuita para trabalhadores com carteira assinada (os demais passageiros pagarão R$ 2, os estudantes apenas R$ 1).

 Porto Alegre anuncia passe livre

 

As mudanças fazem parte de um plano da prefeitura para privilegiar o transporte coletivo, desafogando o trânsito e melhorando a qualidade do ar. Secretário de Mobilidade Urbana de Porto Alegre, Rodrigo Tortoriello aposta na coletividade, um valor importante para que um país seja justo, próspero e sustentável. “Não dá mais para olhar apenas para o próprio umbigo, precisamos pensar primeiro no coletivo e depois no individual”.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo